sexta-feira, 3 de julho de 2015

OS CLONES ENCERRA TURNÊ JUNINA COM CHAVE DE OURO

A banda animou os festejos juninos cantando os sucessos do seu mais novo CD “Na Mesa da Sofrência”

Depois de percorrer os estados da Bahia, Maranhão e Piauí, a banda Os Clones encerra sua maratona de shows do período junino com chave de ouro. O grupo embalou os corações apaixonados com os hits do seu mais novo CD “Na Mesa da Sofrência”, que tem o repertório baseado nas versões dos três artistas nacionais Zezé Di Camargo, Amado Batista e Daniel Diau, ex-vocalista da banda Calcinha Preta.
Com muito carisma e romantismo, o cantor Amado Basylio já é considerado o “Amadinho” do Brasil, que vem se destacando na banda e conquistando uma legião de fãs por onde passa, cantando grandes sucessos evidenciados na voz do cantor Amado Batista. A banda também conta com o talento e sedução de Naldinho e Zezé Júnior, que com suas vozes marcantes se confundem com a dos cantores Daniel Diau e Zezé Di Camargo.
No repertório, hits como "Diz Pra Mim", "Cicatrizes" e "Chora Não Bebê" marcaram a turnê dos festejos juninos, com cerca de 25 shows em apenas um mês. O CD "Na Mesa da Sofrência" com pouco menos de sete meses de lançamento, já bate o recorde de 900 mil downloads no site Sua Música e já está entre um dos mais tocados das rádios baiana. Conhecidos como os três talentos de vozes abençoadas, Naldinho, Zezé Junior e Amado Basylio prometem continuar levando toda a alegria e envolvência dos ritmos arrocha, forró e sertanejo para o Brasil afora.

Justiça nega pedido de habeas corpus a José Dirceu


Agência Brasil - A Justiça Federal negou hoje (3) pedido de habeas corpus contra eventual prisão do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Na decisão, o desembargador Nivaldo Brunoni entendeu que o receio de ser preso não comporta decisão preventiva do Judiciário.
Ontem (3), ao protocolar o pedido no Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, o advogado de Dirceu, Roberto Podval, argumentou que, devido à dinâmica das investigações, “tudo leva a crer” que Dirceu está prestes a ser preso.
Ao rejeitar o pedido, o desembargador disse que o fato de o ex-ministro ter sido citado pelo empresário Milton Pascowitch, em depoimento de delação premiada, não significa que ele será preso. “No âmbito da Operação Lava Jato há investigados presos preventivamente e outros foram soltos mediante a fixação de condições pela autoridade ora apontada como coatora. Além destes, muitos foram conduzidos para prestar depoimento, mas sequer chegaram a ser presos”, disse Brunoni.
O ex-ministro cumpre prisão em regime aberto por ter sido condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

22ª Marcha para Jesus reúne milhares de pessoas em Feira de Santana


A 22ª edição da Marcha para Jesus reuniu milhares de pessoas no centro de Feira de Santana nesta quinta-feira (2), feriado de 2 de Julho. Sem registros oficiais de incidentes, a marcha seguiu com muito louvor e alegria pela Avenida Getúlio Vargas após concentração na Igreja Batista Central, iniciada às 14h.

De acordo com o Bispo Rafael, a marcha superou a expectativa de público do ano passado e atraiu mais de 60 mil pessoas. “Graças a Deus não houve nenhum incidente, todo mundo marchando para Jesus porque toda honra e glória é para ele”, declarou o bispo.
O evento, que tem o apoio do Governo Municipal, contou com a participação do prefeito José Ronaldo de Carvalho e várias autoridades políticas, e é animado com shows dos cantores Fernandinho, Irmão Lázaro e convidados, totalizando cerca de 10 atrações.
Com trios elétricos, a Marcha para Jesus percorre toda a avenida em direção ao palco instalado na Rua Olímpio Vital, em frente à Estação de Transbordo Central onde serão realizados shows com música gospel.
O evento é uma iniciativa da Associação de Ministros Evangélicos de Feira de Santana, presidida pelo bispo Rafael Divino, e o presidente da Associação de Ministros Evangélicos da Bahia (AME-Ba), bispo Roque Hudson.

Copa Princesa do Sertão movimenta handebol em Feira


Durante os dias 7 e 8 do mês de novembro, os amantes do handebol em Feira de Santana poderão acompanhar e participar da 3ª Copa Princesa de Handebol Masculino e Feminino, que contará com cerca de 20 times, que foram convidados pela organização do torneio. A Copa é um projeto desenvolvido e organizado pelo Grupo Cactus, com o objetivo de promover integração entre a comunidade e incentivar adolescentes e adultos na prática do handebol. Os jogos serão realizados no Complexo Poliesportivo Oyama Pinto, no bairro Cidade Nova, das 8 horas as 20 horas.

A 3ª Copa Princesa de Handebol de Feira de Santana teve a primeira edição em 2011, em resposta a várias reclamações da comunidade sobre a falta de esporte e lazer em Feira de Santana. Após quatro anos de existência do projeto Copa Princesa de Handebol, para o principal idealizador do evento, Cacai Cerqueira, o objetivo já foi conquistado. "A Copa consegue atrair crianças, jovens e adultos de todas as classes sociais para a prática do handebol de forma saudável e prazerosa, fazendo com e que essa prática acabe refletindo em suas vidas, a importância do viver em coletividade, com a necessidade de participar de eventos e competições melhorando assim as relações com outros indivíduos da sociedade", disse.

Segundo Cacai Cerqueira, a intenção é levar o projeto para outros municípios e até mesmo outros estados. "Pretendemos abranger esse trabalho também para as cidades circunvizinhas e de outros estados, estimulando as entidades a compor equipes que se faça representar na Copa. A meta que se pretende alcançar é de 300 (trezentos) participantes com uma média de 250 (duzentos e cinquenta) expectadores", afirmou.

O organizador ressaltou a importância do envolvimento de outros profissionais para o fortalecimento do esporte. "Através da atuação de diversos outros profissionais qualificados pretendemos estimular ainda mais esse evento, demonstrando que o projeto é uma proposta de sucesso não só para o nosso município, mas também para todas as cidades participantes. As qualidades físicas e específicas do handebol desenvolvem-se paralelamente aos fundamentos técnicos básicos. Os jogos serão administrados por árbitros federados e capacitados pela Federação Baiana de Handebol, que tem como meta educativa disciplinar em qualquer situação, assegurando para os atletas o nível e o padrão de jogo, tendo como referência a formação integral dos mesmos", finalizou.

Equipes convidadas: Amélia Rodrigues, CBHi (Itabuna), Clube Olímpico (Salvador), Clube Português (Pernambuco), Confiança (Sergipe), Itabuna, Lençóis, MBHC (Salvador), Mil Grau (Sergipe), Montes Claros (Minas Gerais), Oros (Ceará), Real (Feira de Santana), Santa Luzia, Santo Amaro, São Francisco do Conde, Senhor do Bonfim, Simões Filho, Vitoria.
 

Estudantes da UEFS partem para intercâmbio



“Vocês vão ver a vida acadêmica com outros os olhos e através de vocês a Uefs será reconhecida internacionalmente. A mobilidade acadêmica vai agregar conhecimento intelectual e pessoal as suas vidas”.

A declaração da assessora de Relações Institucionais da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Soanne Campos de Oliveira, foi dada durante a reunião com os novos intercambistas da Instituição que serão acolhidos por universidades de vários países, na última quarta-feira (1).

Desta vez, onze graduandos, por meio do Programa Ciência sem Fronteiras, vão representar os cursos de Engenharia Civil, Medicina, Física, Odontologia, Farmácia, Ciências Biológicas e Engenharia da Computação em instituições do Canadá, Reino Unido, Espanha, Hungria, EUA e Irlanda.

A vice-reitora da Uefs, professora Norma Lúcia Fernandes de Almeida, também participou da reunião e destacou o cuidado que a Universidade tem com esses estudantes que saem daqui para fazer intercâmbio. “O acompanhamento que damos a vocês é o nosso diferencial. Entrem em contato sempre que precisarem e não esqueçam que vocês estarão representando a nossaUefs. Tenho certeza que farão o melhor que puderem”, afirmou.

Eduardo Carneiro de Oliveira, um dos novos intercambistas e único estudante de Engenharia da Computação no grupo, falou sobre a importância desse momento. “Tenho as melhores expectativas em relação a esta grande oportunidade que recebi. Quero agarrar essa chance e aproveitar ao máximo a experiência de estudar em outro país”, ressaltou o aluno que vai fazer intercâmbio no Institute of Technology Blanchardstown, na Irlanda.

Desde 2007, 460 alunos da Uefs já foram beneficiados com a mobilidade estudantil. Somente em 2014, 108 estudantes foram estudar em outros países, desses, 51 foram através do Programa Ciência sem Fronteiras.  

Hoje eu não tô Boa” começa temporada de apresentações em Feira de Santana

A peça será apresentada neste final de semana no Centro de Cultura Amélio Amorim

O espetáculo “Hoje eu não tô Boa”, volta aos palcos feirenses neste final de semana, em duas apresentações, na sexta- feira (3) e no sábado (4) no Centro de Cultura Amélio Amorim. A comédia, que este ano comemora dois anos de sucesso de público em apresentações por todo Brasil, é estrelada pelo ator Adrianno Lima.
Neste final de semana a peça começa a temporada de apresentações em Feira de Santana, que acontecerá nos meses de julho, agosto, setembro e outubro, no final deste ano o espetáculo “Hoje eu não tô Boa” será apresentado em Portugal, Londres e Espanha na primeira turnê internacional.
“Depois de muitos pedidos vamos começar essa temporada em Feira de Santana, estou muito feliz, pois aqui foi onde a peça começou, a cidade tem um publico especial que curte muito teatro e serve com termômetro de avaliação da peça” comentar o ator.
A Peça
O texto do espetáculo é de Luiz Gomes e foi adaptado pelo próprio Adrianno Lima. O enredo conta a história da psicóloga Wanda Celeste que foi convidada para realizar uma palestra, mas teve o material extraviado no aeroporto quando ela chegava de um encontro com o presidente do EUA, Barack Obama, diante deste desafio, Dra. Wanda resolve improvisar e fazer uma palestra diferente, tendo como foco sua própria história de vida onde relata sua infância pobre e também os ‘causos’ vividos alguns inclusive em festas e noitadas aqui em Feira de Santana.
“Wanda é uma mulher politizada a frente do seu tempo, ela sabe que educação é a base de tudo, ela fala sobre isso que foi o que mudou a vida dela da infância pobre até chegar ao nível de uma palestrante internacional, é uma comédia, mas tem um cunho social embutido com muito humor é lógico”, contou Adrianno sobre a sua personagem.

28 deputados mudaram voto sobre maioridade penal


Deputados federais que votaram contra a primeira proposta de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos e, depois, se posicionaram a favor argumentaram que o primeiro texto sobre o assunto era muito abrangente.

Dos 28 deputados federais que mudaram o voto em relação à proposta anterior e foram procurados, 18 foram ouvidos.

Para assegurar a aprovação da nova versão, uma manobra regimental excluiu da idade penal de 16 anos os crimes de tráfico de drogas, lesão corporal grave e roubo qualificado. Aversão anterior, que incluía esses três crimes, além de crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte, tinha sido rejeitada um dia antes.

Um dos parlamentares que mudaram o voto chegou a informar, por meio de sua assessoria, que errou ao votar. Dois deputados que votaram a favor da primeira versão e se abstiveram na segunda versão afirmaram que mudaram para protestar contra a decisão do presidente da Casa de colocar em votação dois textos semelhantes.

Para virar lei, o texto ainda precisa ser apreciado mais uma vez na Câmara e, depois, ser votado em outros dois turnos no Senado.